Morte de Paulo Vaz expõe riscos à saúde mental de homens trans – Entrevista Portal Terra

Morte de ativista ocorreu após ataques transfóbicos e discursos de ódio nas redes sociais

Em sua nota de pesar nas redes sociais pela perda do influenciador e policial trans Paulo Vaz, divulgada na segunda-feira (14), a ONG Antra (Associação Nacional de Travestis e Transexuais) finaliza o post com um alerta: “cuidar da saúde mental é um compromisso diário que devemos manter, especialmente as pessoas trans”. A morte de Paulo, conhecido por Popó Vaz, segue sob investigação e acontece um dia após o vazamento de um vídeo íntimo de seu marido, Pedro HMC, fazendo sexo oral em outro homem. O episódio rendeu uma enxurrada de comentários transfóbicos nas redes sociais, muitos feitos por pessoas LGBTQIA+, e trouxe à tona a urgência de um debate em torno dos cuidados com a saúde mental de homens trans.

Clique aqui e confira a matéria completa

Foto: Portal Terra – Instagram/Reprodução

Artigos Relacionados