Prostituição de luxo: sentidos e representações atribuídos à prostituição de luxo em contexto universitário

Dissertação de mestrado em Sociologia (área de especialização em Organizações e Trabalho)

O objetivo geral desta tese é conhecer o que os estudantes universitários, mais concretamente estudantes da Universidade do Minho, pensam sobre a prostituição (feminina) de luxo, bem como saber se conhecem qual o modelo legal em vigor da prostituição em Portugal e se concordam com o mesmo.

Como forma de obter essas significações, optamos por uma metodologia qualitativa e escolhemos a técnica das entrevistas semiestruturadas, aplicadas aos universitários. O modelo legal em vigor da prostituição em Portugal é diferente dos outros países europeus.

Legalmente, quanto à prática da prostituição, Portugal, dentro dos sistemas existentes, encontra-se mais próximo do sistema abolicionista. A prostituição foi adquirindo, ao longo da história, distintos sentidos e significados, dado ser um fenómeno social simultaneamente perene e controverso.

Existiram momentos em que era associada a algo divino e a poderes sagrados, e outros momentos em que era vista como a causadora de inúmeras doenças e associada a um trabalho não digno.

Na atualidade, dividem-se as opiniões sobre aquilo que os atores sociais pensam da prostituição de luxo.

No caso dos estudantes da Universidade do Minho, conseguiu-se estabelecer um padrão daquilo que uma prostituta de luxo representa, bem como do conhecimento dos mesmos quanto ao modelo legal em vigor da prostituição em Portugal.

Confira: http://hdl.handle.net/1822/56049

Artigos Relacionados